quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Um livro, uma árvore

A cada livro, uma árvore!

Partindo do princípio de que cada livro foi, um dia, uma árvore, o Eco-Libris propõe que uma mudinha seja plantada a cada leitura. Nada mais justo! Segundo informa o site, são 30 milhões de árvores cortadas, anualmente, para produzir apenas os livros norte-americanos.

O internauta pode plantar árvores a partir de cinco livros, serviço que custa $5 e aumenta à medida que o número de publicações – que pode ultrapassar 500 – cresce também. O comprador recebe então um adesivo para cada livro, símbolo do seu envolvimento com a causa.


Caso o usuário resolva plantar árvores em nome de seus amigos letrados, o Eco-libris oferece também a opção de presentear alguém com, além dos selos, um cartão de aniversário.

Um outro serviço interessante é a parceria do site com o BookMooch. O portal permite trocas de livros gratuitas entre os cadastrados do mundo todo balizadas por um sistema de pontos, em que ganha um ponto quem doa um livro.

Nas trocas verdes, resultado da junção dessas duas propostas, funciona assim: a cada dez livros “replantados”, o comprador ganha um ponto que pode ser usado na troca por um livro do BookMooch.
Paid'égua não?!

4 comentários:

Anônimo disse...

Ah, mas pelo menos cortam a árvore para uma boa causa...

José Vasconcelos disse...

Mesmo se quem lesse plantasse uma árvore, teríamos pouquissímas árvores, pois a maioria das pessoas(principalmente brasileiros) nunca leram um livro na vida...

Caroline Meira disse...

hahaha, pior que é verdade, mesmo assim seriam poucas....

Francisco Soares disse...

Esse negócio de doação de livros não sei se é uma boa idéia...uma vez doei vários livros para a biblioteca da cidade e o povo acabou com tudo... depois dessa experiência, decidi não efetuar mais doações...