sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

A Troca

Rumo ao Oscar, Angelina Jolie estrela 'A Troca'

Estreia hoje nos cinemas do País A Troca, novo filme de Clint Eastwood, estrelado por Angelina Jolie. O filme baseia-se numa história real ocorrida em Los Angeles, em 1928. Christine Collins, uma trabalhadora cujo filho é sequestrado, luta pelo sagrado direito de uma mãe de reaver sua cria. Ela enfrenta a polícia corrupta, os políticos e o sistema manicomial. Com apoio de um líder comunitário que tem um programa de rádio, ela parte para a pressão. O ?sistema? responde de forma autoritária. Simplesmente arranja um menino qualquer para entregar a Christine numa cerimônia que vira show para a mídia. Quando ela protesta, é enviada para o manicômio judiciário, com direito a choques elétricos.

Em maio do ano passado, durante o Festival de Cannes, Angelina teve direito a duas ?montées des marches?. Pisar no tapete vermelho e subir a longa escadaria, com direito a ser recepcionada pelo presidente e pelo diretor artístico do evento, Gilles Jacob e Thierry Frémaux, é privilégio que Angelina não apenas usufruiu, como repetiu. Ela subiu a escadaria para a sessão especial de Kung Fu Panda, de braço dado com o marido, Brad Pitt. Voltou, de braço dado com Clint Eastwood, para a exibição de A Troca.

Antes mesmo da exibição para a imprensa, o comentário dominante era que Clint iniciava ali a trajetória que deveria levá-lo de novo ao Oscar. Angelina, há quase nove meses, já surgia como provável indicada - quem sabe vencedora - do Oscar de melhor atriz de 2008. Estamos a poucos dias das indicações para o prêmio da Academia de Hollywood. Muito dificilmente ela deixará de ser indicada. Sua interpretação é a própria razão de ser de A Troca.

Em Cannes, Clint disse que a história de uma mãe que enfrenta o mundo por seu filho é daquelas que merecem ser contadas. E ironizou: "Como sou muito jovem para fazer um dos rapazes, não havia papel para mim." Em A Troca, Clint é somente diretor. Em maio, Clint disse que o tempo, a idade, sua disposição de se concentrar somente na direção, tudo isso fará com que apareça cada vez menos nos próprios filmes. Porém, desmentiu em seguida e já dirigiu e interpretou Gran Torino, com estreia anunciada para daqui a algumas semanas. Angelina, grávida de gêmeos - os bebês nasceram dois meses depois, na França -, disse que havia se inspirado em sua mãe para fazer a personagem. A mãe havia morrido pouco antes do festival.

Assista o trailer do filme:


6 comentários:

Sapo da Lagoa disse...

Realmente o filme promete, vamos conferir!!!

Cinéfilo disse...

Égua Atuante, pensei que não iria vir para Belém, mas está em cartaz no Moviecom!!!

Papão disse...

Muito pai d'égua, esse filme é daqueles que deixa a gente nervoso ....

Ceifador Sinistro disse...

Eles deveriam fazer esse filme lá em casa, poderiam aproveitar e trocar a minha mulher...huahauhauhauhau

Anônimo disse...

Ei Ceifador, gostei de sua ideia, vou torcer para trocarem pela minha muié!!!

Marlúcia disse...

Vi e amei o filme, mas com é de se esperar, filmes baseados na vida real nem sempre tem o final como esperamso!